Hormonas na Gravidez


Imediatamente após a nidação do embrião, verifica-se a produção da hormona gonadotrofina coriónica humana (HCG) pelo trofoblasto. Esta tem uma estrutura e uma ação semelhante à gonadoestimulina hipofisárica LH.
A produção da HCG tem um papel fundamental no decorrer da gestação, tendo como função o impedimento, inicial, da degeneração do corpo amarelo. Assim é possível uma produção contínua de estrogénios e de progesterona pelo corpo lúteo, estas são essenciais à manutenção do endométrio, permitindo que a nidação do embrião se mantenha.
Os elevados valores de HCG exercem uma retroação negativa sobre o complexo hipótalamo-hipófise, não ocorrendo, nova evolução folicular.
Após a sua ação, a HCG, é eliminada através da urina. Este fato permite a deteção desta hormona pelos primeiros testes de gravidez.
A partir das 8 a 10 semanas, devido ao declínio da produção de HCG, o corpo amarelo degenera, mas a produção de estrogénios e de progesterona mantém-se devido à placenta. Ambas estas hormonas desempenham um papel crucial, pois garantem a manutenção do endométrio.

HCG.png





SECREÇÃO DE ESTROGÉNIO E PROGESTERONA DURANTE A GRAVIDEZ
As quantidades de estrogénio e progesterona libertadas pelo corpo amarelo , são reduzidas, quando comparadas às quantidades destas hormonas aquando libertadas pela placenta. A secreção placentária de estrogénio e progesterona começa dentro de poucas semanas após o início da gravidez e aumenta após a décima sexta semana, atingindo o seu máximo pouco antes do nascimento do feto. A secreção de estrogénio aumenta cerca de 30 vezes , e a de progesterona cerca de 10 vezes, em relação às quantidades secretadas durante o ciclo menstrual normal.

Funções do estrogénio durante a gravidez:Na mãe provoca rápida proliferação da musculatura uterina, aumento muito acentuado do crescimento do sistema vascular para o útero, dilatação dos órgãos sexuais externos e do orifício vaginal, o que provê uma via adequadamente maior para a passagem do feto, e provavelmente também certo grau de relaxamento dos ligamentos pélvicos que permitem a dilatação do canal pélvico com passagem do feto.
Além desses efeitos sobre os órgãos reprodutivos , o estrogénio também promove o crescimento rápido das mamas. Em especial os ductos aumentam muito e as células glandulares aumentam de número. Finalmente o estrogénio promove a deposição , nas mamas de quantidade adicional de gordura, em torno de meio quilo.


Funções da progesterona durante a gravidez:
A primeira função da progesterona durante a gravidez é a de tornar disponíveis para o uso fetal as quantidades adicionais de nutrientes que ficam armazenadas no endométrio. Isso é realizado para fazer com que essas células do endométrio armazenem glicogénio, gorduras e aminoácidos. Além disso, esta hormona exerce potente efeito inibidor sobre a musculatura uterina, fazendo com que permaneça relaxada durante toda a gravidez.
A progesterona complementa os efeitos do estrogénio sobre as mamas. Faz com que os elementos glandulares fiquem ainda maiores e formem um epitélio secretor, e promove a deposição de nutrientes nas células glandulares, de modo que, quando a produção de leite for necessária, todos os elementos que devem participar dessa produção estejam disponíveis.



concentraçoesm.jpg


Next